Eu não sei nada sobre o amor. Essa foi minha constatação da madrugada. Por muito tempo esperei por um alguém que pensei ser você, alguém que me faria saber como é ser amada, que me faria entender porque nunca deu certo com outro alguém. Mas eu estava errada.
Eu não preciso ser amada por ninguém. Porque eu já me amo. Esse amor já se satisfaz.
A decepção me colocou de volta a realidade e desde então nunca mais fui a mesma. A mesma menina apaixonada que ama o outro mais que a si mesma. Que chora, pensa, sonha, espera. Não mais.
Hoje eu sou o que sempre quis ser. Amo na medida certa, me basto. Desejo o pra sempre, mas se ele não vier, que mal tem? Na vida tem Netflix, tem amigas, tem Taylor Swift, vestibular pra fazer, tem John Mayer pra amar, tem um mundo pra mudar.
E mais mil e uma coisas pra fazer.
Desejo que um dia todo mundo saiba que antes de amar ao outro, é quase obrigação ter o tal do amor próprio. Sempre. É ele que vai te reerguer quando o amor alheio faltar. É ele que vai te deixar seguro, protegido de todos os pensamentos ruins. É pra esse amor que eu escrevo.
Então, hoje eu descobri que eu realmente não sei nada sobre o amor que me ensinaram a sentir. Mas eu descobri um novo. O meu amor.

Comments Closed

1 COMENTÁRIO

  1. o amor so sera completo se antes disso vc se amar a cima de tudo, e nao tem nada de errado nisso, tem pessoas que amam complicar suas vidas de uma forma boba acho que por isso existe bloqueio emocional depois de tantas tentativas de ter um amor de vdd vc vai descobrir que a sua melhor companhia e vc msm, o pior e quando nao se é correspondido da maneira que deseja. belo texto

Comments are closed.