O Moço da Farmácia

Hoje eu fui à farmácia e o moço do caixa flertou comigo, ele me olhou e deu um sorrisinho bobo e quando eu estava prestes a sair ele me mandou um beijinho, e eu, claro que não sou boba nem nada, mandei outro. 

Antes de sair eu observei seus traços físicos, seu olhar cansado, porém bastante atento à senhorinha idosa que tentava lhe explicar algo, então ele parou e se apoiou com uma mão no balcão para ficar da mesma altura que ela, seu cabelo estava meio bagunçado, afinal ao meu parecer ele passou o dia inteiro ali dentro, e como está perto do natal o shopping estava lotado. 

Depois de ir embora, afinal meu pai estava doente e eu não poderia ficar muito tempo fora de casa, refleti durante todo o caminho sobre todas as vezes que encontrei o moço da farmácia. 

Nas vezes que passou por mim na rua, na vez que o vi com os meus amigos, nas idas e vindas do terminal do Ibes, na vez que nos falamos pela primeira vez, quando eu estava sentada na calçada da casa de um amigo do meu pai e ele apareceu, nas mensagens trocadas durante dois anos, nas vezes que veio em minha casa apenas para tomar um cafezinho ou receber um carinho, na vez que veio assistir filme e mais dormiu do que assistiu, na vez que fomos à quadrilha e eu não te larguei por um minuto, ou nas incontáveis vezes que aparecia aqui e eu te batia e depois abraçava ‘’ famoso morde e assopra ‘’.

E que carinho bom  moço da farmácia? Escuto sempre nas infinitas ligações de muitas horas que eu faço o melhor CCC (carinho cafuné e café) do mundo, saudade de você moço e já sei o que ele pensou ‘’ ta nada’’, ele nunca acreditou em mim, e sempre me fez rir em todas as vezes que tentou comprovar isso. 

Eu não como sou fácil de lidar, sou bem louca, bipolar paranóica e sinto ciúmes de uma pessoa que nem é minha, que vive cheio dos pezinhos, bato e beijo ao mesmo tempo, que tem como autodefesa o ataque, que é uma das rainhas do gelo, que tem vontades inimagináveis, e que apesar de toda casca dura é uma fofura de pessoa, um amorzinho, só que não.

Mas não pense que o moço da farmácia é fácil de aturar, meu Deus ele é bobão, chato e irritante, sempre está com a razão e eu sempre sou a errada da historia, se considera o experiente mesmo tendo apenas três anos.

Porém apesar de tudo esse moço é amável de uma forma que eu nem saberia explicar, seu jeito atencioso e carinhoso com as pessoas me encanta, com a sua mãe, seu sobrinho. Ele faz uma voz de bebê e fala “ mãezinha vai com Deus’’, um jeito todo meigo e fofo que só ele sabe fazer, e eu juro que tenho uma vontade imensa de beijar e morder o rosto dele inteiro.

O único defeito desse moço é ser cego, é isso mesmo, ele não enxerga, não vê o quão é bonito por dentro e por fora, o quão é amado, o quão é digno e admirável, ele usa uma venda preta nos olhos que o impede de perceber o quão é bom e que o amor de Deus por ele e na vida dele é imenso. Mas eu enxergo, apesar de ter um grau e meio de miopia, enxergo melhor do que ele, e com essa boa visão, consigo mostrar para ele de pouquinho a pouquinho todas as suas qualidades. 

Eu não sei como o meu sentimento pelo moço bonito da farmácia começou, apesar de clichê, ele chegou de vagarinho como alguém que não queria nada e conquistou um imenso espaço dentro do meu coração. Eu só sei que ele me conforta de uma forma que eu perco os sentidos, toda vez que eu to triste ou feliz, cansada, carente ou enjoada eu só quero falar com ele, contar pra ele como foi meu dia, ouvir suas palhaçadas e histórias loucas. 

Ele não é do tipo que passa a mão na minha cabeça quando faço algo de errado, às vezes ele é duro e frio (ps: Eu sei que você pensou besteira, eu também pensei). Briga quando é necessário e me diz verdades que muitos não diriam por medo de me perder, e por fazer tal ato eu passo a confiar cada vez mais nos seus conselhos.  

Então meu moço da farmácia, mesmo que eu escrevesse um livro não conseguiria descrever toda a nossa trajetória durante esses dois anos, todos os sentimentos e aventuras que tivemos, mas espero que acredite que quando eu digo que eu te amo, é por que eu te amo, meu amor. Se precisar de mim, não ouse pensar em não me ligar, eu quero cuidar de você a cada instante, te por num potinho e proteger desse mundo malvado. Você é uma pessoa muito importante na minha vida, não sei me ver sem você, sem ouvir tua risada maldosa e seu sorrisinho malicioso.

Feliz Natal, meu amor.

Comments Closed

Comentários estão fechados.