Hey, tempo, vai com calma

Tempo, qual é o motivo dessa pressa toda? Pra quê correr desse jeito?
Vai com calma, eu não quero que esse dia acabe tão rápido. Não tem necessidade.
Hey, tempo, você já vive correndo… O que custa ir mais devagar só hoje?!
Eu sei que você não consegue entender o porquê do meu desejo do tempo andar lentamente, mas se você ver esse dia através dos meus olhos e do meu coração, eu tenho certeza que vai se sensibilizar com meu pedido.

Olha ali, tá vendo aquela moça sorridente sentada naquela galeria tomando cerveja com aquele moço também sorridente?
Eis o motivo!
Consegue ver como os olhos dela brilham toda vez que ele sorri, e vice versa?! Ali, aconteceu de novo! Acontece o tempo todo, basta eles se olharem.
Não há celular algum na mesa. Não há nada além de dois copos, uma garrafa de cerveja e duas pessoas extremamente felizes de – depois de tanto tempo quebrando a cara e se decepcionando com pessoas vazias – terem encontrado alguém com quem trocar assuntos interessantes, energia boa, sorrisos (muitos) e carinho.

Olha lá tempo, em pleno 2017 esse cara sabe o que é cavalheirismo, e ela tinha tanta certeza que nunca viveria pra ver isso.
Eu perdi as contas de quantos sorrisos eles deram. Você sabe, temp… Hey, tempo, desacelera aí! Segura um pouco! Segura porque ainda não acabou.
Senta e observa. Ela está levando ele pra um dos lugares especiais dela. Ela nunca fez isso, esse cara tem algo, ele mereceu isso e, bota mais um sorriso na conta! Uhu!
Será que eu deveria dar um empurrãozinho pra alguma coisa?! Não, né?! Não precisa, você está certo, até agora eu estava te pedindo pra ir devagar e agora tô querendo acelerar um processo que está correndo bem assim.

Teeeempoooo, ele abraçou ela! E ela, só não deixou como gostou do abraço dele!
Lá se vão eles, abraçados e sorridentes.
Continuam conversando, não querem ir embora…
Mas você não perdoa, hein tempo? Nem foi com calma, poxa tempo!
Tá bom, tá bom. Eu sei. Eles tem muito de você pra usar e viver ainda. Eles tem todo você pra sorrir e conversar.
E lá vai ela pra casa, saltitante que nem uma menininha que acabara de ganhar um presente tão esperado.
Hoje eu entendi o que significa a expressão “sorriso de orelha a orelha”. E é bem bonito de se ver. Aliás, tudo isso entre eles, essa coisa de não verem nada ao redor e se entregarem completamente ao momento deles, é bonito demais de se ver.
Hey tempo, na próxima vez, vai com calma.

Leia também Mais do autor

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.