Se embriague no melhor amor, o próprio

Texto em dupla Sabrina Hoier e Bárbara Beckers

 

Você precisa entender que a dose que você necessita na sua vida não é de tequila, não é de whisky muito menos de catuaba, é de amor próprio.

Você precisa entender que você não tem que viver pra agradar os outros, e sim pra agradar a si mesmo. A felicidade que você precisa não esta em um número na balança, não está em um relacionamento que não deu certo, a felicidade que você precisa deve partir de dentro de você, do seu coração e acredite, é bem mais que um pequeno número.

Você precisa aprender varias coisas, porem a mais crucial delas é se amar. O amor essencial na sua vida não se encontra na farmácia, nem no barzinho e nem nas baladas, ele ta aí dentro de você, em algum lugar escondidinho esperando que você o encontre e o use.

Você não tem que aceitar os padrões de uma sociedade capitalista e preconceituosa isso não é o melhor nem mais bonito, nunca foi e nunca será, o bonito é ser feliz.

Você é muito mais que um corpo, você é muito mais do que tudo que querem que você seja. Não se lamente pelo o que não deu certo na sua vida, você ta aí, pode tentar coisas novas a cada minuto, você é mais do que um projeto que melou.

A gente sempre precisa da gente mesmo, precisa ser forte pra aguentar em pé tudo que a vida nos manda com a missão de nos ensinar. Se tem faz bem mantenha, se não, mande ir embora, o importante é ter você mesmo. Se não te faz feliz, pra que tentar? Se não é recíproco pra que insistir?

Você é corpo e alma e merece um amor inteiro e se não achar ninguém disposto a isso, disposto a valorizar a pessoa que você é então parta, dê o fora, você merece algo que tire teus pés do chão não aceite menos que isso.

Pessoas chegam e vão embora, estão hoje, amanhã não mais, você vai estar ai sempre, então se cuide, se ame porquê no final vai ser você e você.

Não aceite algo que não te faça feliz, não aceite as migalhas que te oferecerem, você não precisa.

Não adianta mover o mundo por alguém que não está disposto a fazer o mesmo. Não se mate querendo mostrar pros outros quem você é e o que quer. Não queira alguém ao seu lado que te ame mais ou menos.

Não fique nesse trabalho só por dinheiro. É, eu sei que é bom mas não é tudo. Não aceite passar por esse relacionamento abusivo por medo de ficar sozinha. Não aceite aquela sua amiga que é tóxica. Não aceite ser uma opção. Não aceite ser a última opção. Não aceite pessoas que cortam suas asas. Que não acreditam nos seus sonhos. Não se permita sofrer.

Porque você não merece sofrer, pequena. E tudo isso aí tem tem feito sofrer. Tudo isso tem lhe tirado o bem mais valioso.

Por isso peço, pequena, que você olhe no espelho da sua alma e veja que nada disso é necessário.

Que antes de dar ouvidos aos outros. Você tem que dar ouvido a si, a essa mulherona da porra que és. Que antes de sair por aí amando o mundo. Você precisa se amar porque a partir disso você só vai aceitar aquilo que realmente merece. E você merece o mundo.

Vai lá se veste da melhor coisa que você tem e vai viver.

Mostra pro mundo o amor mais lindo que tens aí, o próprio. Afinal o amor próprio é a única bebida que você pode tomar quantas doses quiser e a ressaca será maravilhosa.

Escrito em dupla por Barbara Beckers e Sabrina Hoier

Comments Closed

Comentários estão fechados.