Textos e resenhas literárias

Pra onde foi todo aquele encanto?

Quando a gente se encanta por alguém é uma coisa tão linda.

Os olhos se transformam em luminárias acesas, dessas bem modernas que são cheias de cores e luzes, sabe? E ainda tocam música.

Aquela coisa boba de sinos tocando e vagalumes rodopiando faz todo sentido. A mão sua, o corpo estremece, o ar fica até mais gostoso de respirar. Você sente todo tipo de sensação, cosquinhas no coração. O sorriso se expande num tanto que é aquele clichê de quase não caber no rosto, enquanto o corpo se expressa numa alegria singular, por si só.

E aí, sem mais sem menos, vem o tal do desencanto; que por sinal, é algo que nunca vou me acostumar. A gente vai de cem a zero. Uma descida de desilusão de uma montanha russa sem nenhum freio. O coração fica inundado de tanta expectativa em vão, uma chuva de frustração. Pior ainda, é desencantar de alguém porque a pessoa simplesmente não teve coragem suficiente pra encarar seus sentimentos e viver aquele encanto momentâneo que ela mal sabe que proporcionou.

Será que é a gente que cria expectativas demais? Ou são as pessoas que tem medos demais e fazem de tudo pra fugir de relacionamentos reais. Um medo de se atirar, se mostrar, sem máscaras, sem cena, e assumir tudo o que sentem e são. Parece que todo mundo ta sempre com o pé atrás, e eu sei que é difícil se abrir.

Mas vem cá, me fala uma coisa… Tem sentimento melhor do que saber que você se permitiu viver tudo o que queria com aquela pessoa naquele momento? Sem pensar tanto, sem arrependimento.

Tem coisa que desencanta, tem gente que não me espanta. Parece que tá tudo muito inexpressivo, muito sem graça. Falta explosão de verdade e exteriorização de vontade. Nesse mundo que anda tão superficial, é como se nada mais tirasse tanto o fôlego, as pessoas não fazem questão de se doar, elas não fazem questão de encantar alguém de verdade.

Quero aqueles olhares gritando em volta mostrando que sabem o que você quer, quem você é, porque você não tem medo de mostrar. Alguém que saiba te fazer arrepiar por ser convicto e demonstrar o que sente, alguém que não tenha medo do clássico frio na barriga. Que não tenha medo de viver e suportar qualquer emoção, sem pensar em frustração. Alguém que encare as situações com mais simplicidade e menos orgulho.

Tanta gente cheia de si por fora e vazia por dentro. Relações temporárias por falta de coragem, falta de vontade. Falta um encanto de qualidade. As pessoas não querem se entregar por inteiro, parece que não acreditam mais que um só coração pode transbordar por uma só pessoa, querem tudo e todos ao mesmo tempo, sem entender que o tudo pode estar na unicidade.

O que você tem a perder? Deixar de viver algo deveria ser a maior preocupação de alguém, se omitir de encarar seus sentimentos pode se tornar uma saudade de algo que você nunca teve coragem de viver.

São muitos medos pra pouca vida, muitas chances pra pouca atitude; e muitos desencantos perto das tantas lindas formas que a gente poderia verdadeiramente se encantar.

Comments Closed

Comentários estão fechados.