Textos e resenhas literárias

Resenha literária: O último adeus, Cynthia Hand

0
Sinopse: O Último Adeus é narrado em primeira pessoa por Lex, uma garota de 18 anos que começa a escrever um diário a pedido do seu terapeuta, como forma de conseguir expressar seus sentimentos retraídos. Há apenas sete semanas, Tyler, seu irmão mais novo, cometeu suicídio, e ela não consegue mais se lembrar de como é se sentir feliz.
O divórcio dos seus pais, as provas para entrar na universidade, os gastos com seu carro velho. Ter que lidar com a rotina mergulhada numa apatia profunda é um desafio diário que ela não tem como evitar. E no meio desse vazio, Lex e sua mãe começam a sentir a presença do irmão. Fantasma, loucura ou apenas a saudade falando alto? Eis uma das grandes questões desse livro apaixonante.
O Último Adeus é sobre o que vem depois da morte, quando todo mundo parece estar seguindo adiante com sua própria vida, menos você. Lex busca uma forma de lidar com seus sentimentos e tem apenas nós, leitores, como amigos e confidentes.
Romance / Literatura Estrangeira

344 páginas

Nota: 5/5

TW: SUICÍDIO

Lex é uma menina comum, no último ano do ensino médio, ou quase isso. Ela precisa enfrentar toda a tristeza presente em si mesma e em sua família logo após o suicídio de seu irmão mais novo, Tyler.

Ela vive apenas com a mãe, já que seu pais se separaram quando ela era mais nova, fato que abalou a vida de todos. Principalmente a de Tyler. Agora Lex precisa cuidar de si e de sua mãe que está devastada com a perda de seu filho.

Lex precisa se preocupar com inscrições para faculdades, com a distância paterna, em manter suas notas boas e em passar por todas as crises de pânico que se fazem presentes desde o suicídio de seu irmão. Por conta disso, Lex começa a fazer terapia e Dave, seu psicologo, sugere que ela escreva sobre sua dor. Sobre as últimas vezes de seu irmão: a última vez em que o viu feliz, a última vez em que o viu triste, a última vez em que o viu vivo. Enfim, escrever sobre tudo que se lembra a respeito de Ty.

Todo esse processo terapêutico possui o objetivo de ajudá-la a lidar com a dor e as incertezas. Por vezes, Lex chega a sentir raiva de Tyler: por que ele fez isso? Não pensou na dor que causaria? Lex precisa compreender os sentimentos e os motivos de seu irmão para conseguir passar pela dor, já que tudo parece tão difícil no momento. Ela desfaz amizades, termina o namoro e se vê fechada completamente em sua tristeza, saudade e raiva.

Minha opinião: Eu AMEI esse livro. Sério. Primeiro por abordar um tema tão importante como o suicídio, segundo por não tratá-lo de forma banal, romantizada. O livro mostra todos os estágios que levaram Ty a se matar, pela perspectiva de Lex. A princípio, ela não entende, sente raiva. Mas todas as suas memórias e histórias contadas pelos amigos de Ty, a fazem enxergar com outros olhos a dor que seu irmão sentia.

A obra fala sobre a culpa, a incompreensão, o luto e sobre a volta por cima que podemos dar. Apesar de todo o tema ser bem pesado, a escrita é leve, não é cansativa. Li em três dias. É um livro que te faz refletir, entender, te causa empatia pelos personagens.

Compre aqui

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.